POST-FACT

Artefactos perfeitos, ou meias com duas riscas desportivas, vivemos na era dos pós-factos. 
Nada é verdade, nada é mentira, tudo é uma ilusória correria. Os objectos desprovidos de qualquer valor são consumidos desenfreadamente à margem do terror da política ou das convulsões sistemáticas da economia. A vida se resume a uma bem disfarçada ironia. Desejamos e temos. Agora fugazmente, outrora para sempre. 
O tempo não é relevante para a nossa resiliência.

ALIVE IN LISBON

O céu azul brilhante confunde-se com o oceano fulgente e na aterragem uma cidade plantada à margem de um rio. Lisboa é de uma amenidade fulgurante é impossível ficar-se indiferente à sua luminosidade. Sejam as luzes artificiais de uma exposição no MAAT aos leds psicadélicos num palco, tudo é foco de luz e reflexos múltiplos. À voz estonteante de Grimes juntei mais um fim-de-semana relaxante na capital com paragens, reencontros, pausas, sombras, conversas, danças, euforias e a sensação poderosa de antes de descolar ver o sol a baixar no horizonte cegando diametralmente todos os sonhos previstos.

!NSPIRAÇÃO:JULHO


Para Julho tenho agendado mais um voo para ver um concerto (possivelmente o mais aguardado do ano) que já devia ter visto em Março, não fora a artista ter cancelado por apenas ter sido vendido um ingresso para o espectáculo. Devaneios à frente, assentos atrás e mais um plano à retaguarda para estrear roupa nova num local mais cosmopolita e oportuno. A verdade é que o calor já me arruinou o orçamento, e tenho digamos um incontrolável desejo de reciclar as roupas de Inverno. Pressa a mais? Rotina a menos? Nem eu sei bem, o que quero, para onde vou, sem saber ao certo a direcção...Corro de olhos vendados numa cegueira corrosiva.

SÃO JOÃO SANTO CARTÃO

T-Shirt VETEMENTS Calções ACNE STUDIOS Lenço JIL SANDER

Toda a gente sabe da minha obsessão por roupas e em especial as de elevada qualidade. As minhas compras têm se pautado por essa ideia de menos quantidade e mais qualidade, algumas delas adquiridas há meses, outras adquiridas há uns dias, a verdade é que ainda não usei nenhuma delas, mas diverte-me imenso dispor e criar conjuntos imaginários no quarto, como se fizesse parte de uma exposição, conjunto ao qual acrescentei um martelo de São João. A ironia disto tudo é arruinar algum dinheiro graças a um milagroso cartão compro quase tudo em promoção e online, e curiosamente também tenho o nome do famoso santo das festas da Invicta.