CALCETINES


Em breve, as meias superarão em quantidade e variedade os óculos. Talvez pela versatilidade, por adorar combinar sandálias com meias, pela multitude de cores, ou pelo preço reduzido, tanto podem salvar um look, como o arruinar. Mas desengane-se quem crê que é simples usar meias complicadas, exige alguma dose de ousadia, e medir até que ponto tudo se deixa combinar. No outro dia por exemplo, comi um gelado de goiaba de cor mais ou menos próxima do salmão, levava umas meias rosa pálido e achei engraçado, mas logo percebi que as cores do gelado e delas estando próximas estavam um pouco distantes entre si. Obviamente que não fotografei. As meias da marca KTZ (kokon-to-zai) são já um clássico do streetwear urbano e irreverente. E já tenho planos certeiros para as usar, uns calções brancos de basquetebol, uma sandálias de praia com tiras pretas, e uma t-shirt vermelha com fios. Tudo pré-meditado só necessito de um fotógrafo, para que seja concretizado. Até lá passo a roupa a ferro, uma vez que só agora adquiri a minha primeira tábua de engomar...

 KTZ

OBJECT OR SUBJECT




WHEN WE SPEAK ART


WE SAY
IMAGES
AND A 
OBSERVER


AS MUCH
AS I IMAGINE
NO ART
EXISTS
WITHOUT A
VIEWER


EXPECT TO HATE
ASPECT TO RELATE
PROSPECT TO MANIFEST


SAVE YOUR WORDS
SAVE YOUR PICTURES


BECOME THE OBJECT NOT THE SUBJECT





QUANDO FALAMOS ARTE


DIZEMOS
 IMAGENS
 E UM
OBSERVADOR


TANTO QUANTO
EU IMAGINO
NENHUMA ARTE
EXISTE
SEM UM
VISUALIZADOR


EXPECTAR ODIAR
ASPECTO RELACIONAR
PROSPECTO A MANIFESTAR


SALVAR SUAS PALAVRAS
SALVAR SUAS IMAGENS


TORNAR-SE O OBJECTO NÃO O SUJEITO




Artwork CATARINA MACHADO Calças ZARA Camisa GAP

BOLD EYEWEAR

Acho que a minha paixão por óculos não é novidade para ninguém. Mas o que a maioria das pessoas não imagina, é que eu detenho óculos de todas as cores e feitios, espelhados, metalizados, oxidados, transparentes, mas não assim tantos em preto, opacos em mate. Possivelmente a escolha primordial da generalidade das pessoas quando pensam em óculos de sol. E na verdade dado o meu vasto acervo é difícil, conseguir acrescentar mais alguns, limitado por um espectro de possibilidades bastante reduzido num mercado já de si saturado. Eu sinto que fico melhor com óculos finos e rectangulares, do que ovais e extra-largos. Além disso não gosto de escolhas óbvias, gosto de modelos raros, independentemente do preço, ou da qualidade. Ás vezes experimento vários antes de decidir e na maioria das vezes, saio da loja sem nenhuns porque não me cativam o suficiente. Questiono-me até onde esta maluquice irá parar!?

!NSPIRAÇÃO:MAIO





"What If..."


E se já nada me inspirasse...

Se não assistisse a mais nenhum espetáculo se perdesse o interesse pela diversidade. Se não visse exposições de arte todas as semanas. Se não usasse transportes públicos. Se nunca mais me cruzasse com estranhos na rua. Se nunca mais colasse um bilhete no Moleskine. Se apagasse para sempre as referências que constituem a minha identidade. E se nunca mais lesse um livro. Bom ou mau como saberia apreciar. E se mais nada valesse a pena por alma ser tão pequena. E se a palavra 'SE' fosse isto e não aquilo.