SUGANDO:ARTUR



Não poderei dizer que Artur é um rapaz perdido nas florestas, que não sabe muito bem o quer, nem o que faz.
Lançou-se na blogosfera com um propósito, exprimir o seu ponto de vista sobre moda e partilhá-lo com o Mundo.
De facto desde o inicio demonstrou ser fiel a si próprio, às suas ideias, talvez tenha sido essa personalidade objectiva e bem vincada que impulsionou a sua rápida ascensão.
A par dessa linguagem simples e objectiva por ele utilizada, a estética clean que caracteriza o seu blogue é muito apreciada pelos seus leitores.
Obviamente, fashion bloggers existem milhentos por aí, mas que se destaquem pela qualidade dos posts, e pela pesquisa realizada para o produto final resultar tão bem, não serão assim tantos os que conseguem essa proeza, alcançar esse patamar rapidamente e consequentemente obter sucesso com isso.
Foi sobretudo por esse motivo que resolvi sugar o Artur, não a personagem, o Artur, o autor de ARTUR IN THE WOODS.










1.Como é que surge a ideia de seres fashion blogger?
Comecei a sentir necessidade de partilhar com outras pessoas o meu interesse pela Indústria, uma vez que na minha família e no meu círculo de amigos não existem muitos interessados, a sério, pelo mundo da moda.


2.O que te atraí e o que te repulsa no mundo hostil da moda?
Atrai-me a sua energia, o facto de este estar em constante renovação e de receber positivamente aquilo que é diferente. Por ser um mundo selectivo, é fácil encontrarmos pessoas pouco acessíveis que, por vezes, se mostram arrogantes perante aqueles que não pertencem à Indústria.
















3.Porque te caracterizas como “enfant terrible”? O que tens assim de tão terrível?
Nada! De terrível não tenho nada, por isso é que tenho essa palavra “riscada”, na minha descrição, no blog.

4.Como te defines numa só palavra?
Inquieto (por ter sempre vontade de procurar coisas novas).









5.Onde arranjaste tão original título, para o teu blogue?
Eu sou um grande fã da Disney. Cresci a ver os seus filmes de animação e o meu interesse precoce pela arte deve-se, em grande parte, a eles. O “Bambi” é um filme lindíssimo, em termos visuais. É uma obra de arte! Sempre gostei das cores, dos cenários, do desenho das personagens… O título do blog é inspirado no título do livro que deu origem ao filme: “Bambi, A Life In The Woods”.









6.Que tipo de reacções pretendias obter dos teus leitores, aguardavas um feedback positivo, ou nem te ocorreu o êxito que poderias vir a ter na blogosfera?
Eu esperava receber visitantes e alguns comentários, mas não tantos como recebo neste momento. Foi uma coisa inesperada! Sinto-me feliz por existirem pessoas interessadas naquilo que escrevo e penso, em relação à moda.









7.A preocupação que nutriste pelo teu layout, o blog concept, entre outros aspectos revelaram-se talvez as chaves cruciais para a tua ascensão, concordas ou discordas da afirmação?
Concordo. Um layout elegante pode contribuir muito para o sucesso de um blog. Recentemente, fiz umas alterações no layout. Gosto de mudar, mas mantendo sempre um aspecto clean. Nada de cores berrantes.









8.De que forma seleccionas o material que utilizas no teu blogue, que género de critérios utilizas, onde pesquisas a informação, despendes muito tempo com isso? 
Selecciono aquilo que gosto, coisas que realmente me interessam. Gosto de desenvolver e dar pôr algo pessoal nos meus posts. Não gosto de pôr uma série fotografias só com uma pequena descrição. Para isso servem agora os “tumblr’s”! As fontes de informação a que recorro são provavelmente as mesmas de muitos outros fashion bloggers. Para editoriais, costumo visitar sites como o “The Fashionisto” e o “Fashion Gone Rougue”. Para imagens desfiles, recorro ao “Style.com”. Para notícias sobre a Indústria, mantenho-me atento aos tweets de revistas e de pessoas influentes no mundo da moda. E por aí fora… O tempo que perco na selecção de material depende de várias coisas. Uma delas é a procura de imagens em boa resolução/qualidade. Às vezes, abdico de publicar campanhas e editoriais no blog, porque a qualidade das imagens não é suficientemente boa.









9.Qual é a cor que nunca dispensas, seja nas estações quentes, seja nas frias?
Preto.









10. A que se deve a tua doentia paixão pela Burberry Prorsum, visto na tua descrição constar: “ É também o filho desconhecido de Christopher Bailey.”?
O Christopher Bailey é um designer que eu admiro imenso. Transformou a séria e formal Burberry, numa marca jovem e descontraída, sem perder clientes, mas pelo contrário, ganhando. E isso é muito difícil de alcançar. Daí a minha paixão pela Burberry Prorsum.








11.Tens alguma personalidade da moda que idolatres?
Sim, Gianni Versace.









12.Que peça de roupa comprarias já se pudesses?

Um casaco da colecção Outono/Inverno 10/11 da Burberry Prorsum.









13.Qual é a música que nunca te cansas de ouvir? 
(I’m Gonna) Cry Myself Blind dos Primal Scream. Não existe um motivo especial pela escolha.









14.Em 2012 onde não te importarias de estar? E quiçá o que gostarias de vestir?
Em 2012, o mundo vai acabar! Por que razão haveria de ter planos para essa altura? Just kidding… Nessa altura terei 20 anos. Não me importaria de estar a estudar em Paris, ou Londres. Quanto ao que gostaria de vestir, qualquer coisa em que eu me sinta confortável e que faça o meu estilo. Não peço marcas.









15.O que é que ainda podemos esperar do ARTUR IN THE WOODS? Algumas novidades, ou surpresas que nos possas revelar?
Por enquanto, pretendo manter a integridade e qualidade do blogue. Não tenho nenhuma novidade ou surpresa planeada. Sorry…









16.Encaras a moda como um hobbie ou anseias um dia vir a trabalhar na indústria?
Actualmente, encaro a moda com um hobbie, mas, sim, gostava de vir a tornar-me um profissional na Indústria.









17. Segues as tendências ou preferes criar tu as tuas próprias tendências, e através do blogue “ditá-las”?
Sigo tendências (apenas as que me agradam). Ainda não sou trendsetter.








18. Fizeste há pouco dezoito anos e partilhaste isso no blogue, como te sentes agora que atingiste a maioridade e o que tens mais vontade de fazer uma vez que já és adulto?
Para dizer a verdade, sinto-me igual. As minhas motivações continuam a ser as mesmas, pelo menos, por enquanto.









19.Consideras Lisboa, uma cidade na moda? Ou ainda está muito aquém das capitais da moda internacionais?
Penso que Lisboa tem muito potencial, apesar de ainda estar muito aquém das capitais da moda internacionais. No entanto, tenho notado um esforço, por parte de profissionais da moda nacional, no sentido de promover Lisboa como uma capital da moda internacional.








20.Que pergunta gostarias que te fizessem numa próxima entrevista?
Qual o teu fotógrafo favorito, neste momento?

4 comentários:

  1. THANKS, THANKS, THANKS... :D
    Vou fazer um post sobre isto asap! ;)

    ResponderEliminar
  2. Que bom!! Realmente é de dar visibilidade aos bloggers de qualidade e o Artur é um deles sem dúvida! :)

    xoxo
    Style It Up girl

    ResponderEliminar
  3. Não podia estar mais de acordo!! Adoro o blog do Artur, tem muita qualidade.

    ResponderEliminar