VUELVO A SUGAR MADRID!



Tendo acordado extremamente cedo, para voar, dou por mim, 50 minutos depois, na capital espanhola (de novo) a aterrar. Entre o chocolate quente no Starbucks da Praça de Espanha, a correria no metro, e nas íngremes escadas rolantes, que nos conduziam da superfície ás extensas galerias subterrâneas por onde circula o metro madrileno, perco-me e encontro-mesugo um individuo caricato, absorvo o frenesim que se agita nas ruas, vejo algumas gruas, saboreio as montras natalícias, tamanhas delícias, tremendas vistas, tudo ou nada diz Testino, na capa da bíblia espanhola de Dezembro, a Penélope e outros ícones espanhóis que extrapolam além fronteiras o seu país, um suplemento poderosíssimo em jóias e "diamantes para porcos"...Pede um (Parque el) retiro, no Templo de Debod, um suculento monumento faraónico. Alegremente estafado dou por mim no Lugar A, da fila 30, dum avião Ryanair já de retorno ao Porto, para lá, te dejo Madrid, tus rotinas de miel, tus ganas de huir, mas guardo uma imagem da Porta de Alcalá e aguardo um dia poder lá voltar...

Sem comentários:

Enviar um comentário