SUGANDO:OLI'S WORLDS

À parte de fazer parte de dois distintos mundos Tiago Oliveira não hesitou em se lançar no mundo da blogosfera e indagar o seu OLI'S WORLDS
Estudante de medicina, trará a anatomia bem estudada, para dissecar cada colecção que o inspire ou diagnosticar a próxima tendência com prognósticos detalhados...


1. Como surgiu a ideia de construíres algo que te permitisse mostrar os teus mundos ao Mundo?

Para quem me conhece na primeira pessoa sabe que sou extremamente expressivo! E para quem não, tento mostrar isso a través dos meus mundos num só mundo que é ‘OLI’S WORLDS’. Talvez seja uma doença em que mas tarde descubra a cura ou apenas esta será a cura para uma doença que se apresenta nesta nossa década! Sinto sempre um bicho dentro de mim que me faz querer dar o melhor! Em tudo o que faço ponho sempre um pouco daquilo que amo. Não sei exactamente o dia, mês ou ano em que senti a necessidade de ter um canto no que é o vasto mundo da blogosfera! Mas sim a necessidade foi grande tão grande como são os mundos dentro do meu mundo! Em certa parte fui influenciado por uma grande mente portuguesa (obviamente que para mim é e se a conhecerem e conhecerem o seu trabalho vão saber que é verdade) falo da Carolina Flores – Lastminutedreams. Entre conversas, partilha de conhecimento e ideias a Carolina apresentou-me o seu espaço o que me fez ‘desperta’ e pensar: ‘Porque é que nunca pensei em expor os meus mundos na blogosfera?’ Porque a existência de OLI’S WORLDS é tão velha quanto eu! (ahaha como se eu fosse tão velho) Mas essa mesma existência, não em formato digital mas sim a moda antiga... folhas em branco compostas por desenhos, pensamentos, coisas pessoais com acontecimentos, viagens, poemas, listas: de músicas, blogs, sites, lojas. Imagens, fotografias ou seja, basicamente é um notebook onde está presente o mix de mundos que em sua totalidade formam o meu mundo e representam grande parte do que sou.


2. Que decreto de lei proclamavas caso estivesses no parlamento?

Decreto de Lei Nº 1989OLI/28.07: É Obrigatório para todos os seres racionais aeróbios, observar o mundo que o rodeia pelo menos cada 30min do seu dia. Inspirar e ser inspirado pelo que vê, sente, analisa, critica, e retém na sua corteza cerebral. Expressar a sua própria individualidade de forma racional mas não racionalizada, de forma inata e espontânea e por ultimo de forma pluralmente individualizada, independentemente do meio em que se expressa (arte, música, moda, profissão, literatura, fotografia, etc.) a questão é unicamente expressar o ‘EU’ na sua totalidade universal.


3. Onde gostarias de estar em 2050?

Em 2050 terei 61 anos, provavelmente já estarei na reforma (ou quase chegando lá) Se for o caso de estar reformado. . . Após vários anos de pratica medica. Gostaria de estar parte do ano a viajar de uma capital da moda para outra capital assistindo de esta forma a todos as propostas, tanto masculinas/femininas. A parte das semanas da moda em (Copenhaga, Londres, Lisboa, Milão, Nova Iorque, Paris, Porto, Tóquio) gostaria de voltar a África/América Latina/Ásia/ apôs 25 anos de lá ter estado, voltar a fazer voluntariado como médico, percorrer varias cidades, ajudar varias crianças/adultos face as suas necessidade de saúde.


4. Eras capaz de receitar algum medicamento a alguém que necessitasse dos teus conselhos de estilo?

Claro que sim! Aposto que seria super divertido faze-lo. Antes de nada marcamos a consulta, o Px (Paciente) revela o que tem, o que sente e quais as suas preocupações e ai resumimos e juntamos tudo, temos então os seus Sg (signos) e Sx (sintomas). Dessa primeira avaliação fazemos o Dx (diagnostico: baseado em analises e nos Sg/Sx) para no final realizarmos o Tx (tratamento). Para mim existe um Tx básico que pode ser aplicado a todas(os): ‘O medicamento melhor para um estilo saudável livre de Sg e Sx estes que são o alertas para uma possível doença, são: busca encontrar equilíbrio entre o que tu gostas e as proporções anatómicas do teu corpo, não sigas uma tendência mas sim relaciona-te com ela tirando os benefícios que a mesma te oferece e deste modo expressa o teu eu estando ‘in’.


5. Qual a tendência que mais injectas em ti próprio nos últimos tempos?

Óptima pergunta a qual não sei responder na sua totalidade! Não sigo propriamente uma tendência, trato de relacionar-me com ela sem deixar que ela me domine e abafe o meu eu! Mas sim posso dizer que adoro a tendência “vintage” que para mim não é uma tendência se não um estilo. Sempre fui fanático por coisas antigas, coisas com historia e um passado. Então desta forma adoro coisas que se enquadram num estilo mais retro, clássico, intemporal. O melhor de tudo é poder juntar estas mesmas obras de arte (porque para serem intemporais assim devem ser chamadas!) com roupas actuais, modernas ou vanguardistas.


6. Sentes-te mais um paciente da moda, ou um doutor a dar as primeiras consultas na indústria?

Sem duvida alguma que serei um eterno Px (paciente) (da moda), porque adoro estar em constante desenvolvimento, aprender é uma das chaves de ouro na minha vida! Mesmo uma vez formado e sendo médico, “doutor” alguma vez na vida terei que serei Px! Seria de todo arrogante e prepotente dizer que apenas serei doutor! Mas se surgirem oportunidades para ser um ‘doutor’ na industria isso faria de mim uma pessoa muito feliz! Mas por agora divirto-me em oscilar entre Paciente/Doutor.


7. Em que achas que difere a tua visão deste mundo, com as restante visões rarefeitas e amplamente estandardizadas que por aí operam?

A minha visão difere porque quem a vê sou eu! Pois são os meus olhos que vêem o que a minha cabeça processa e o meu coração sente! Assim que por mais que se pareça a minha visão com a visão de outra pessoa já mais serão iguais! Mesmo que a inspiração seja a mesma! Cada indivíduo é singular na sua essência mas penso que nem todos expressão o seu verdadeiro EU, talvez por falta de segurança e então limitam-se a copiar e a estandardizar as expressões ditas individuais.


8. Uma palavra clinicamente comprovada que descreva o teu estilo?

Fisioanatopatologia (Fisio = Fisiologia, Anato = Anatomia, Patologia)

Trato de ver funcionalmente como funcionará esta ou outra roupa anatomicamente no meu corpo não só baseado no meu gosto inato mas sim num gosto racionalizado. Fusão esta para evitar a falta de saúde (patologia) e doenças no meu estilo.


9. Música, arte, moda; tens muito por onde escolher, sugiro que nos apresentes o teu inspirador suplemento vitamínico?


O meu suplemento vitamínico varia exactamente nesta paleta de mundos:

ARTE – MÚSICA – MODA – FOTOGRAFIA – CIÊNCIA/TECNOLOGIA – VIAJAR – CULTURA


A R T E para mim é um dos conceito mais universais, que abrange todos os mundos que me fascinam... Medicina é arte! A arte da saúde, do saber cuidar, de ser humano, ser profissional, ético e moral. Moda é arte! É a arte do saber vestir, saber expressar o teu eu nas roupas, saber compor, saber as proporções corporais e jogar com a matemática em que mais é mais e menos é mais! Musica é arte! A arte do saber reproduzir, interpretar, vocalizar, expressar e ouvir! Viajar é arte! É a arte de saber ver, cheirar, provar, conhecer, interagir! Fotografia é arte! É a arte do saber capturar um momento, jogar com o ambiente, focar a ideia, aumentar a interpretação e jogar com a composição. Viver é arte! 



ARTE:

Uma das correntes artísticas que mais me inspira é a corrente abstracta. Como tal o meu artista plástico favorito é Kandinsky, Wassily. É algo que me caracteriza muito pelo facto de ser expressivo mas não obvio, no sentido em que existe uma segunda pessoa a interpretar a expressão que por sua vez não é concreta nem objectiva para o mesmo mas sim é para o autor...quem se expressa!

MÚSICA:

Poderia viver sem música? Não, não poderia! Sou bem eclético no que toca a música... Gosto genuinamente de todo o tipo de música, desde música clássica, passando pela opera e terminando na música minimalista e rock. Mas principalmente gosto de músicas que marcam momentos, que tem algum sentido na minha vida seja ele conhecido o desconhecido.
Estas músicas que vou partilhar são músicas que me fazem levitar, catapultar para uma outra esfera, outra dimensão outro lugar totalmente desconhecido.


* Hooves – Bowerbirds* Nantes – Beirut* Close –  Télépopmusik* Upward Over The Mountain – Iron And Wine* Violet Light – Raised By Swans*We Were Never Young – Raised By Swans* Welcome Home – Radical Face*

MODA:

A moda é algo que me inspira todos os dias, não só a moda quem vem nas revistas, nos editoriais, nas secções fotografias nos sites/blogs mas também a moda de rua de que tanto gosto. Acho o streetstyle algo tão mas tão inspirador, na maioria das vezes pelos detalhe podemos interpretar a personalidade da pessoa. Não tenho nenhum designer preferido nem no que toca Menswear / Womenswear! Vou gostando mais de uns menos de outros, é algo que se vai alterando segundo as propostas que vão apresentando ;) Mas aproveito para falar da minha adição a sapatos! Amo sapatos e se não fosse a minha limitação no que toca a $/€/£/ ai ai. Partilho então a minha mais recente paixão...’Oh Prada porque me fazes sofrer pela tua colecção Lace-Up Shoes’


10. O que gostarias que te sugassem, isto é, perguntassem numa próxima entrevista?

Adoraria que a próxima entrevista não fosse uma entrevista escrita mas sim toda ela expressa por imagens, fotografias, desenhos, música. Algo directo mas indirecto porque a interpretação final seria sempre de quem estivesse a ler e não totalmente ‘dada’ por mim e pelo entrevistador.
Prefiro sempre provocar a exaltação na imaginação do leitor do que expressar o meu Eu de forma óbvia.
A pergunta poderia ser: “Como descreves a tua experiência na ultima edição da NYFW?”



Espero muito sinceramente que não me internes depois desta entrevista, já que teremos muitas operações e intervenções cirúrgicas a fazer, em parceria!

4 comentários: