VERTICAL ORIENTAL

Kimono Masculino|CJ Yao|Fotografia de Aisha Zeijpveld|Editorial da Stache Magazine


Os vértices agridoces de realidades aparentemente dissonantes fazem-me desejar tanto escapar até ao Oriente. Não me cinjo à escandalosa verticalidade dos edifícios que compõe e adornam a gosto a estratosfera de certas cidades que se impõe cada vez mais como as capitais do futuro. Desde a Idade Média e com enorme relevo na era das Descobertas, que temos uma intrigante tendência de nos apaixonarmos e nos deixarmos seduzir pelas terras exóticas a leste do globo. Fora de divagações com o seu quê de europocêntricas, trouxe um quadrado composto por imagens sugestivas, que espantosamente fundem o oriental com o vertical, seja pela profunda meditação, e subsequente ascensão aos limbos do relaxamento, seja pela fisiológica impressão causada pela altura dos edifícios, e destas imagens em concreto que evocam a epifania urbana mesclada com a tranquilidade que esta raça humana emana. Passada a lamúria bem como o desejo de revisitar Singapura, esvoacem para bem longe verticalmente, mas provem que ficam à altura do Oriente...

2 comentários:

  1. mais um texto carregado de verdade...e de talento!

    também adorava conhecer o Oriente, especialmente o Japão! São culturas que nos transcendem!


    Beijinhos, Nádia

    GIVEAWAY – Ganha uma sessão fotográfica!
    My Fashion Insider

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Nádia! ;) Sim, Tóquio mantém-se como uma das capitais mais apetecíveis (de visitar).

      Eliminar