BORRÕES E CHAPELÕES

O futuro e o passado, que se aPRESENTam numa declarada guerra de paintball e adornos cerebrais, impregnados, cristalizados, modernos e acima de tudo revigorados. Para elas a mais recente proposta de 3.1 Phillip Lim para o Resort 2014, para eles, uma viagem ao passado com a máquina do tempo, parando na era de Stefano Pilati para a YVES SAINT LAURENT [ainda não digeri muito bem, o que o Slimane anda lá a fazer...] remontando-me mais precisamente a uma coleção para o Verão 2008, na qual as pinceladas de cores caóticas, mancharam e violaram subtilmente o adorno ostensivo da boina em formato de gorro colmatada com a sobriedade dos tecidos e a infantilidade do lencinho ao pescoço. Há que redimir certas querelas, tingir de cor o algodão, que não engana e a fibra que se projecta, no futuro mais que perfeito do passado (outrora derramado).

Sem comentários:

Enviar um comentário