SUNFLOWER SCHIZOPHRENIA

A minha mais bizarra memória de infância, é aquilo que eu imagino ser um filme de mistério sobre uma rapariga aparentemente perdida na floresta, solitária e errante, meia mutante, que cheira e come flores, e tem asas de borboleta, não é o "efeito borboleta" mas é uma amarelada flatulência cerebral, o que essas imagens fragmentárias provocam no meu corpo. Ainda ando à espera de um milagre que seria descobrir o título do filme, e poder revê-lo com mais alguma sabedoria e a consciência iluminada. Já tentei perguntar aos meus pais, mas eles não se recordam, e é algo que me marcou profundamente tal como a descoberta da palavra Misantropia, algo que nem eu próprio sabia que (sou), podem sempre escutar a banda sonora que eu seleccionei para uma festa delirante que pelos vistos nunca irá acontecer.

Sem comentários:

Enviar um comentário