PALE IN PARIS







Cabelos claros, tez pálida, o espelho de uma era de esvaziamento, em que a pele é seguramente a nossa melhor vestimenta. Do verão 2015 para eles e da alta costura de inverno 2014 para elas, as tonalidades depuradas fizeram frente a uma atribulada época banalizada pela excessiva profusão de padrões e motivos ironicamente anarmónicos. O resultado é bastante eficaz pela simplicidade com que se evadem do caos, estas roupas leves sem guarnecimentos desnecessários são uma súmula quase incolor desse regresso à pureza, há muito agendado, um deleite passado presentemente lançado em busca de um futuro mais harmonizado. 

Sem comentários:

Enviar um comentário