TREE AS A SKIRT

A moda faz-se nesse instante de herbário, onde uma camisola branca de lã, parece ser a peça mais despercebida e ao mesmo tempo a mais delicada face à robustez dos ramos, ou a rigidez dos sacos à direita. A ideia certamente de um vitrinista obedeceu a um encadeamento específico levando ao tamanho exato do saiote típico de um vestido de gala. Porque a moda não é apenas para as pessoas que se vestem como uma "árvore de natal" ela pisca no registo mais improvável no formato minimalista com que se expõe uma camisola com um emaranhado de ramos. Harmonia entre o lado orgánico da matéria, afinal a lã também vem da natureza, e o lado metafísico da ideia da fantasia inerente ao vestido de cerimónia, de uma eventual fada, ou a ela própria à árvore como saia. De resto uma maneira idónea de enxertar em todos a magia do natal.

Sem comentários:

Enviar um comentário