!NSPIRAÇÃO:OUTUBRO


Achar frases por escrever no corredor da indiferença. Não gramaticais, desconexas, sem sentido. Aquelas que preferes calar, ou dizer ao ouvido. E na esperança que algo mude, tentas evitar repeti-las a todo o custo. Mas elas saem-te naturalmente, formando em redor de ti uma espécie de embuste. Estás cercado de sombras que te castram, palavras, rituais nefastos que te consomem, e tu não consegues controlar nem sequer os ocultar. Falas com receio mas acima de tudo, com receio de ti. Que as próprias palavras que emaranhas se vinguem e te apunhalem pelas costas. As feridas sejam pequenas notas de rodapé na tua existência.

Sem comentários:

Enviar um comentário