!NSPIRAÇÃO:SETEMBRO

Are we there, yet?

Enquanto o céu brilhar e o Porto for o espaço em que me habito, tudo poderá acontecer. O gesto inaudito de apreciar o deslocar das nuvens ou a calmaria de um dia a dissipar conversas, projectos. Ou o mero feito de concretizar a maioria das minhas empreitadas, quer sejam o lançamento de um livro de poesia aos 24 anos, ou uma camisola da Prada. Tudo isto me alivia, mas faz-me exigir mais de mim, mais esforço, mais determinação, mais capacidade de auto-promoção. Como se a receita para o sucesso se cingisse a números e estatísticas cronometradas. No balanço dos dias não esgotar as vistas, da cidade, desta minha vida, do meu recanto preferido no mundo de janeiro a dezembro.

Sem comentários:

Enviar um comentário